Esqueça aquelas cozinhas fechadas e estritamente funcionais, comuns nas casas até poucos anos. A cozinha, hoje, tornou-se destaque nos projetos, um local para refeições, mas também para bate-papos, encontros, alegria e integração. E isso se deve, principalmente, a dois fatores: a necessidade de ampliação do espaço social (devido à diminuição das casas e apartamentos) e como forma de aumentar a interação, uma vez que o tempo está cada vez mais escasso.

Apesar deste cenário estar mudando desde o início da pandemia, casas ou apartamentos pequenos ainda são realidade para muitas famílias. E cozinhas abertas, como os modelos americanos, são eficazes na ampliação da área social. Integrar cozinha, sala de jantar e estar é tendência e valoriza a residência como espaço de convívio.